Cabeçalho ADS

Fale Conosco

Anuncie Conosco

Anuncie Conosco

Denúncia! Passageiro da Novo Horizonte relata viagem com condutor aparentemente embriagado

À esquerda, condutor que tentou impedir a saída de uma criança. Foto: Facebook
Um passageiro da Novo Horizonte identificado como Ley Souza, publicou no seu perfil do Facebook uma grave denúncia contra a Viação Novo Horizonte, que conta a presença de um condutor aparentemente embriagado e outro que forçou a permanência de uma criança dentro do veículo sem autorização dos responsáveis.

Segundo Ley Souza, o fato ocorreu no dia 27 de janeiro com um dos ônibus que fazem a linha para São Paulo. Ele embarcou junto com a família na cidade de Bom Jesus da Lapa, seguindo em relativa normalidade até Montes Claros, em Minas Gerais.

A partir dessa cidade, um novo condutor assumiu o veículo aparentemente embriagado ou sob efeito de entorpecentes. O passageiro, que também é motorista, narrou as falhas técnicas cometidas pelo condutor do ônibus que, segundo ele, colocaram em risco a vida de todos os passageiros.

Foto: Facebook
Somente com a chegada da Polícia Militar de Minas Gerais, parte do problema foi resolvido com a detenção do motorista. No entanto, os passageiros esperaram por mais de uma hora para que o outro condutor continuasse a viagem.

"Sempre enfrentamos problemas nas viagens com a Novo Horizonte, como atrasos dos ônibus ou venda da mesma poltrona para mais de uma pessoa. Até Montes Claros tivemos alguns transtornos, como o caso de uma passageiro atingida pela queda de parte do bagageiro, dentro do veículo, que estava quebrado. Mas, conseguimos chegar a Montes Claros. Nessa cidade, o terceiro motorista assumiu o volante e seguimos viagem. Ao sair da rodoviária ele saltou duas lombadas em alta velocidade, na zona urbana. Uma passageira estava amamentando um bebê, que quase caiu no salto do carro. O condutor estava errando marcha a todo momento. Eu percebi porque também sou motorista profissional. Uma pessoa questionou se havia algum problema e ele respondeu que estava bem e prosseguiu, somente não estava acostumado com o carro novo. Na saída da cidade ele errou o caminho e retornou à garagem. Como motorista de ônibus e de caminhão eu percebi a condução incorreta, errando marcha e dando tranco no ônibus, freando seco nas curvas, de uma forma não permitida para quem conduz carga viva. Ele trancou a cabine e não atendia aos chamados. Na serra, após Montes Claros, ele freava errado nas curvas. Ultrapassou três carretas errando as marchas na subida. Eu estava com minha filha sentada ao meu lado e só abraçava ela esperando o pior. Foi muito tenso. A mulher que estava com um bebê no colo acionou a polícia que interceptou o ônibus. Percebemos que o condutor não conseguia caminhar de forma equilibrada quando desceu depois da ordem da polícia. Estava alterado e não falava coisa com coisa. Os policiais militares o detiverem e levaram para a delegacia. Todos perceberam que estava saindo fumaça dos freios, porque ele forçou muito na rodovia, prestes a pegar a fogo", denuncia o passageiro em contato mantido com a redação do Portal Lapa Oeste.

Momento em que a PM mineira aborda o ônibus. Foto: Facebook
A chegada a São Paulo trouxe novo problema, de acordo com o passageiro. Devido ao grande atraso em Montes Claros, o ônibus que faria a conexão para o destino final havia saído da garagem na Vila Maria, e a empresa se recusou a colocar um carro reserva.

Os passageiros acionaram a PM paulista por mais de uma vez. A empresa disponibilizava um carro, mas os condutores se recusavam a seguir a viagem. Ley lamenta o tratamento desrespeitoso dos funcionários da Novo Horizonte, em São Paulo, diante do cansaço e aflição dos passageiros. Somente com muito atraso conseguiram chegar em casa. (Reportagem Warley César / Redação: Portal Lapa Oeste)

Tecnologia do Blogger.