Cabeçalho ADS

Fale Conosco
Anuncie Conosco

Anuncie Conosco

Anuncie Conosco



Bahia: Técnica de enfermagem que atuava na Case e no HGE morre por coronavírus


Uma técnica de enfermagem de 54 anos morreu por coronavírus em Salvador. A informação foi confirmada neste domingo (17).

De acordo com a diretoria da Fundação da Criança e do Adolescente (Fundac), Sônia Maria Silva Barreto atuava na Comunidade de Atendimento Socioeducativo (Case) de Salvador, por meio da Fundação José Silveira e também no Hospital Geral do Estado (HGE).


De acordo com a diretoria da Fundac, a técnica de enfermagem estava afastada das atividades na Fundac desde o dia 20 de abril, e teve diagnóstico positivo para Covid-19 confirmado no dia 21 do mesmo mês.

Sônia Barreto estava em tratamento desde o diagnóstico e morreu no sábado (16), no Hospital Santa Izabel, unidade particular de saúde em Salvador, devido ao agravamento do estado de saúde.

Segundo a Fundac, órgão da Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social da Bahia (SJDHDS), nenhum outro funcionário apresentou sintomas ou foi diagnosticado com a doença. A fundação informou que adotou todas as medidas e protocolos recomendados pelas autoridades da saúde.

Em nota, a direção da Fundac manifestou profundo pesar pela perda da colaboradora ao tempo em que externou todo apoio e condolências aos familiares e amigos.

No perfil do Facebook de Sônia Barreto, a última atualização da capa foi a mensagem "Fique em casa", reforçando a importância do isolamento social.


Profissionais de saúde infectados
De acordo com o boletim da Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab), divulgado neste domingo, dos 8.443 casos confirmados de coronavírus, 1.073 foram de profissionais de saúde.

Desses, 284 são técnico ou auxiliar em enfermagem, 220 são enfermeiras ou enfermeiros, 184 médicos, 38 fisioterapeutas, 30 assistentes sociais, 21 nutricionistas, 20 farmacêuticos ou bioquímicos, 14 psicólogos, 13 agentes comunitários de saúde, 5 fonoaudiólogos, 3 agentes de combate a endemias, 2 técnicos de raio-x, 2 biomédicos, e outros 237 profissionais de outras áreas da saúde.

Até este domingo, cinco profissionais de saúde morreram vítima da Covid-19. O médico Gilmar Calazans, de 55 anos, foi o primeiro profissional de saúde a morrer em decorrência da Covid-19 na Bahia. Ele morava na cidade de Ilhéus, no sul do estado.


Os técnicos de enfermagem Antônio César Ferreira Pitta Jesus, de 48 anos, e Rosana dos Santos Cerqueira, de 44, também morreram por coronavírus, em Salvador. O médico Ramon Barbosa, de 43 anos, morreu com Covid-19 no dia 10 de maio, Jequié, sudoeste do estado.

Por meio das redes sociais, a Sesab manifestou pesar pela morte da técnica de enfermagem Sônia Barreto, neste domingo:

Hoje, a Bahia se despede de mais uma guerreira, que dedicou a sua vida para cuidar de vidas baianas. Neste momento, profissionais de saúde são heróis, mas também estão entre as vítimas da doença no estado.

Até agora, cinco heróis perderam suas vidas para a Covid-19 em todo o estado. Mas em meio à batalha, seguiremos com vocês e venceremos juntos essa guerra. (G1 Bahia)


Tecnologia do Blogger.