Cabeçalho ADS

Anuncie Conosco

Anuncie Conosco

Anuncie Conosco

Anuncie Conosco

Anuncie Conosco

Anuncie Conosco

Prefeito de Brumado desobriga o uso de máscara contra a Covid-19 no município

 

Foto: Achei Sudoeste

O prefeito de Brumado, cidade localizada na região Sudoeste do Estado, publicou no Diário Oficial do Município (DOM), desta terça-feira (19), novas normas de enfretamento à Covid-19. No Documento, o prefeito retira a obrigatoriedade dos moradores utilizarem máscaras de proteção.

A medida assinada pelo chefe executivo Eduardo Lima Vasconcelos (PSB) contraria as recomendações de renomadas Instituições de saúde, médicos sanitaristas e cientistas. Mesmo após a imunização é indicado que as pessoas continuem utilizando máscara de proteção para não potencializar um novo surto da doença.

Brumado é o primeiro município do Estado da Bahia a emitir o decreto desobrigando o uso da máscara. Segundo o secretário de saúde, Cláudio Soares Feres, o Superior Tribunal Federal (STF) garante ao Município a autonomia necessária para decidir sobre o tema, tal como aconteceu com o retorno das aulas presenciais. “O Município de Brumado tem orgulho de sair na frente nas ações. Não tenho dúvidas que foi mais uma decisão acertada da administração”, disse.

O prefeito Eduardo Vasconcelos já esteve envolvido em outras polêmicas relacionadas ao protocolo de enfretamento da doença. Em março deste ano o gestor executivo teve diversos embates com o Governador da Bahia, Rui Costa (PT). Eduardo não concordava com as medidas restritivas de circulação impostas pelo Estado. Ele chegou a declarar que o lockdown era ineficaz. Em outra declaração, o prefeito afirmou que o tratamento precoce era a melhor saída para solucionar o problema.

No momento em que Brumado contabilizava 09 mortes por complicações da Covid-19 e 54 pessoas hospitalizadas, o Secretário Municipal de Saúde de Brumado, Cláudio Soares Feres, também chegou a defender publicamente o uso da Ivermectina para o tratamento precoce da Covid-19.

De acordo com o secretário, ele já tomou o medicamento e ainda indicou para seu pai tomar. Ele disse na entrevista que se precisar toma novamente, mas era só uma opinião dele. Cláudio Ferem além de secretário, possui formação no curso de farmácia.

Todas essas declarações, tanto do prefeito quanto a do secretário da pasta foram dadas após um ano de convívio com a doença. À época, já era possível identificar o quanto de vidas foram perdidas com a falta de tratamento adequado.

O secretário disse que o medicamento foi disponibilizado para o município, no entanto, era voltado apenas para pacientes que solicitavam. “Se o médico prescrever e o paciente quiser tomar é uma opção do paciente”, comentou.

Desde a primeira notificação oficial de contaminação, em 22 de março de 2020, a Secretaria Municipal de Saúde já contabilizou 9.862 casos confirmados, deste número, 9.657 pessoas estão curadas.

A primeira infectada foi uma mulher com idade entre 30 e 40 anos e o primeiro óbito ocorreu no dia 1º junho de 2020, ceifando a vida de uma mulher de 50 anos de idade.

O número de mortes por complicação da Covid-19 na cidade já chegou a 197 vidas perdidas, e atualmente são 08 casos ativos, de acordo as informações do boletim epidemiológico divulgado na última segunda-feira (18), às 19h55. (Folha do Vale)


Tecnologia do Blogger.