Cabeçalho ADS

Anuncie Conosco

INFORME PUBLICITÁRIO

Anuncie Conosco

Anuncie Conosco

Anuncie Conosco

Anuncie Conosco

Anuncie Conosco

Fale Conosco

Bahia: Faleceu o radialista Jota Silva, vítima de crime violento nesta noite em Itabuna

 

Na noite desta terça-feira (05) o radialista Jota Silva, de 60 anos, foi encontrado morto dentro da residência onde morava, no bairro Manoel Leão, em Itabuna. A Polícia Militar foi acionada, uma vez que havia sinais de violência no corpo da vítima, segundo informações do site Verdinho Itabuna.

Paramédicos do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu 192) constataram o óbito e uma equipe do Departamento de Polícia Técnica de Itabuna foi acionada para realizar perícia e remoção do corpo. Poucas horas antes de sua morte, Jota foi visto em companhia de um jovem, com quem supostamente mantinha relação afetiva. Uma vizinha relatou à polícia que viu este jovem tentando sair com o carro de Jota Silva, mas não conseguiu. Deste modo, ele deixou a casa à pé, pela área lateral da residência, mas foi visto. De imediato ela acionou a Polícia Militar que constatou o crime.

A Polícia Civil já iniciou as investigações. O Verdinho Itabuna, que recebeu a notícia com exclusividade, está em busca de mais informações. Vale ressaltar que na madrugada de 08 de novembro de 2019, Jota Silva foi assaltado e espancado, e ainda jogado debaixo de uma ponte em Floresta Azul. Naquela ocasião ele teve o carro roubado.. José Antônio Oliveira da Silva, o Jota Silva, tinha 60 anos. Ele tinha um programa na Rádio Jornal de Itabuna, e era líder de audiência no seu horário.


Jota Silva foi encontrado despido, dentro do quarto da sua casa. Tudo indica que o radialista lutou para sobreviver. O quarto estava completamente revirado, e Jota Silva caído em decúbito ventral com as pernas em cima de uma das gavetas da cômoda. Não existia perfurações de arma no corpo do radialista, e sim manchas de sangue que saíam pela boca e pelo nariz. Jota pode ter sido morto asfixiado pelo seu companheiro que ainda não foi identificado. Dentro do carro da vítima foram encontrados diversos pertences, como – computador, caixa sonora, quadro de parede, alimentos e outros objetos. Tudo leva a crer que o assassino botou os objetos dentro do veículo, depois de ter matado o radialista. A Polícia Civil de Itabuna já deu início às investigações. O carro foi encaminhado para o pátio do Departamento de Polícia técnica, onde os peritos vão tentar encontrar impressões digitais dentro do carro e nos objetos.



Tecnologia do Blogger.